Homem é detido ao tentar jogar ovo em Bolsonaro durante chegada em Campos

Na manhã desta segunda-feira de janeiro, um homem foi detido após tentar jogar um ovo no presidente da república, Jair Bolsonaro, em Campos dos Goytacazes. O Presidente da República pousou no Aeroporto Lisandro e segue para agenda oficial no Porto do Açu, em São João da Barra.

O homem foi detido no mesmo momento e encaminhado para a Delegacia de Polícia Federal (PF).

A chegada do presidente foi marcada por tumulto, confusão, e quebra de protocolos sanitários de combate à pandemia do coronavírus, já que Bolsonaro estava sem máscara e abraçou apoiadores. Além disso, houve empurra-empurra entre grupos pró-governo e contra, haviam pessoas dos dois grupos sem máscaras de proteção contra Covid-19. Policiais militares contiveram a tensão.

Jair, que veio de Itaboraí acompanhado dos deputados federais Clarissa Garotinho e Hélio Lopes, além do do ministro da Infraestrutura Tarcísio de Freitas.

Em Campos, o presidente foi recebido pelo prefeito Wladimir Garotinho (PSD) e pela primeira-dama Tassiana Oliveira. 

De lá, o presidente seguiu para a cidade vizinha, São João da Barra, acompanhado de lideranças políticas da região. Ele chegou na cidade às 13h32. O governador Cláudio Castro também participa da solenidade.

De acordo com o Governo Federal, a usina será a maior e mais eficiente usina a gás natural do país, que vai gerar energia suficiente para abastecer 8 milhões de residências. Também estão previstas para serem anunciadas melhorias no acesso rodoviário ao Açu e a construção de uma ferrovia privada, que vai conectar o Porto do Açu à malha ferroviária nacional, possibilitando a criação de uma nova rota para a exportação da produção agrícola do país e o escoamento de gás natural para o interior.

Serão investidos cerca de R$ 6 bilhões nos três empreendimentos que, juntos, devem gerar mais de 70 mil empregos diretos e indiretos nos próximos cinco anos.

No ano passado, foi inaugurada em São João da Barra a termelétrica GNA I, que já possui capacidade para fornecer energia a 6 milhões de residências. Juntas, as duas usinas têm capacidade de atender a 14 milhões de casas.

A previsão é de que a construção gere cerca de 5 mil postos de trabalho e a GNA II inicie a operação comercial em 2023.

De acordo com o Palácio do Planalto, a agenda do presidente prevê que ele deixe o Norte Fluminense entre 15h30 e 17h25 e volte para Brasília.

Com informações: Click Campos / G1 - Foto reprodução: Click Campos

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *