De acordo com Prefeitura, cheias do Rio Pomba em Pádua deixa cerca de 4mil desalojados

Foto Capa: Felipe Sião

Após alcançar seu pico de 6 metros e 45 centímetros às 4h5 no dia 11 de janeiro o Rio Pomba em Santo Antônio de Pádua começou abaixar seu nível ainda na noite do mesmo dia e na última atualização desta quarta-feira às 10h45 seu nível é de 5 metros e 52 centímetros.

O Rio Pomba atingiu e ultrapassou sua cota no dia 09 de janeiro às 14h, às aguas tomaram conta de boa parte da cidade, de acordo com o Secretário de Defesa Civil o subtenente Vieira, os bairros mais afetados são, Tavares, Gerador, Dezessete, Farol, Cidade Nova e o Centro.

A prefeitura de Santo Antônio de Pádua montou um gabinete de crise para realizar ações, antes mesmo de o Rio Pomba sair de sua cota de transbordo a Prefeitura de Santo Antônio de Pádua montou um Hospital de campanha no Colégio Estadual Rui Guimaraes de Almeida (CERGA), também foi montado um ponto de abrigo, próximo ao Hospital de Campanha, no CIEP 469, (Professora Anaide Pararo Caldas).

Nesta terça-feira 11 de janeiro o Prefeito Paulo Roberto Pinheiro emitiu um decreto caracterizando SITUAÇÃO DE EMERGÊNCIA, de acordo com as considerações do decreto cerca de 12 mil habitantes foram afetados.

De acordo com a comunicação da Prefeitura os dados são 24 desabrigados e 4 mil desalojados.

Na manhã deste quarta-feira 12 de janeiro a prefeitura iniciou a limpeza de alguns locais e a distribuição de kits de limpeza para a população.

Vídeo: Bruno Marques – cheias do Rio Pomba em Santo Antônio de Pádua – janeiro de 2022

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *