Witzel prorroga quarentena no Rio até 31 de maio e estuda novas medidas

O governador do Rio de Janeiro, Wilson Witzel (PSC), decidiu prorrogar até o dia 31 de maio a quarentena decretada no estado. A decisão de Witzel será publicada na próxima segunda-feira (11/05), quando perderia efeito o atual decreto de isolamento social.

Durante o fim de semana, o governador vai avaliar com a equipe em seu gabinete possíveis novas medidas de endurecimento da quarentena.

Segundo os números mais recentes do Ministério da Saúde, o Rio de Janeiro é o segundo maior estado em relação aos números do novo coronavírus. São 15.741 casos confirmados e 1.503 mortes decorrentes do novo coronavírus.

“Todos têm que cumprir as medidas que já tinham sido determinadas. Muitos municípios não cumpriram, outros demoraram, na Baixada Fluminense, por exemplo. As pessoas que não estão em serviço essencial devem ficar em casa. O que tem que ser feito agora é fiscalizar, para aumentar a taxa de isolamento. Hoje, ainda estamos em 50%”, disse Witzel.

Witzel formou um grupo para produzir estudos sobre possibilidade de lockdown no estado, com previsão de entrada e saída.

“A saúde é mais importante. Economia você recupera. Se for necessário, vamos aplicar [o lockdown], mas não neste momento, porque as medidas de isolamento já são muito duras e vamos aumentar a fiscalização para cumprimento das medidas de isolamento”, disse André Moura, secretário da Casa Civil do Estado.

Segundo o governo do estado, o Rio de Janeiro deve perder R$ 10,6 bilhões em arrecadação com Imposto sobre Circulação de Mercadorias e Serviços (ICMS) e R$ 4 bilhões com royalties neste ano em razão da pandemia de coronavírus.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *