Vandalismo em cemitério revolta família que teve objetos de bronze furtados; ‘é uma falta de respeito’

“É uma falta de respeito. A foto do meu pai estava jogada no chão”, disse Cláudia Almeida, após objetos de bronze da sepulturas de seus familiares terem sido furtados no Cemitério Municipal de Petrópolis, na Região Serrana do Rio.

Cláudia contou que esta não foi a primeira vez que houve vandalismo.

“As sepulturas foram danificadas. Para retirar as peças de bronze, eles quebraram as sepulturas. As fotos estavam todas amontoadas no chão. Foi um vandalismo o que fizeram lá, uma coisa muito triste de se ver”, explicou.

Ela registrou o caso na 105ª Delegacia de Polícia.

Cláudia disse também que é uma situação muito triste e que em 2001 seu pai gastou cerca de mil reais com os detalhes da sepultura, mas a questão não é o valor.

“É porque é uma questão decorrente, tampas de sepultura quebradas e nenhuma providência é tomada. Não vou admitir que o meu pai, que foi um homem muito respeitado na cidade, fique dessa forma. Não quero isso mais”, disse.

Em nota, a Prefeitura de Petrópolis disse que os cemitérios do município recebem de forma permanente ações de conservação e limpeza, como capina, remoção de lixo e entulho, reparos de iluminação pública. E, em alguns pontos, o cemitério já recebeu instalação de corrimãos, entre outras ações.

Em relação a segurança, o município disse que a Secretaria de Serviços, Segurança e Ordem Pública vai intensificar rondas de patrulhamento preventivo na área do Cemitério Municipal tanto durante o dia quanto no período noturno.

A Prefeitura disse também que está sendo estudado pela secretaria a instalação de câmeras para o monitoramento do cemitério.

FONTE: G1

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *