PREFEITURA DE PORCIUNCULA CANCELA CARNAVAL APÓS CHEIAS DO RIO CARANGOLA

A Prefeitura de Porciúncula, no Noroeste Fluminense, publicou, na noite desta terça-feira (28), o anúncio do cancelamento do carnaval na cidade por conta dos estragos deixados pelas inundações causadas pela cheia do rio Carangola.

O município chegou a ficar com 85% do território debaixo d’água e decretou situação de emergência. A nota afirma que os esforços e verbas serão concentrados para reerguer a cidade.

Em um vídeo gravado no bairro Operário e também postado na internet, o prefeito de Porciúncula, Léo Coutinho, e o vice-prefeito, Riandro Petrucci Pireda, explicam o motivo da medida.

A nossa população está desolada com o sofrimento diante dessa catástrofe que nos atingiu e tendo em vista o tanto de trabalho que nós teremos para socorrer a população e pra gente poder dar o mínimo de dignidade aos nossos munícipes, nós chegamos a um consenso de que será melhor nós cancelarmos o carnaval em Porciúncula, Purilândia e Santa Clara pra que os recursos sejam investidos na recuperação e na garantia de uma qualidade de vida melhor pra população.

A inundação, que começou no dia 21 de janeiro, afetou cerca de 4.500 pessoas nos bairros Centro, Operário, Ilha, João Braz, Nova Caeté, Nossa Senhora da Penha, Barra e Olívia Peres.

Na tarde de domingo (26), o município recebeu a visita do governador Wilson Witzel, que anunciou a destinação de R$ 23 milhões para as cidades atingidas pelas chuvas desde a última semana.

O músico, conhecido como Anderson Titolei, morreu durante a enchente e o corpo foi encontrado no sábado (25) em uma área inundada no Centro, próximo à rua Luís Fernando Linhares. Anderson foi enterrado na tarde de domingo (26) no Cemitério Municipal de Porciúncula.

FONTE: G1

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *