Pico da pandemia pode ocorrer entre a 3° ou 4° semana deste mês no RJ,segundo secretário de Saúde

O pico da pandemia de Covid-19 no Rio de Janeiro “deve ocorrer entre a terceira e quarta semana” deste mês, segundo previsão do secretário estadual de Saúde, Edmar Santos. Em reunião virtual nesta segunda-feira 11/05 com deputados estaduais e membros do Ministério Público(MPRJ), Santos tratou de questões relativas à atuação do estado no combate à doença.

“Precisamos manter as pessoas em casa. O pico deve ocorrer entre a terceira e quarta semana do mês de maio. Não sabemos se vai ter um decréscimo depois desse pico ou se ele vai atingir um platô, como aconteceu nos Estados Unidos, mas o importante é entender que agora precisamos manter o isolamento”, alertou Santos.

O secretário aproveitou para frisar ser preciso reduzir em 70% a circulação de pessoas no estado, com o objetivo de “achatar” a curva da epidemia. Ele também fez menção às subnotificações, lembrando que a cada paciente diagnosticado com Covid-19, existem 15 casos que não são confirmados.

“Obviamente que o isolamento social nos ajuda a ter mais tempo para ampliar leitos, mas não é o principal objetivo dele. O principal objetivo do isolamento social ampliado é diminuir a grande massa de pessoas que possam ficar doentes e, por isso, ter muito doente grave ao mesmo tempo.

O secretário enfatizou que “não importa quantos leitos se abra”, se o isolamento não for feito de forma adequada e muitas pessoas adoecerem, “haverá o colapso da saúde”, a exemplo do que ocorreu na Itália, Espanha e Estados Unidos.

A perspectiva do chefe da pasta é a abertura de todos os leitos, mesmo aqueles que ainda não tenham respiradores pulmonares. Segundo ele, a empresa contratada para treinar profissionais que devem atuar com os pacientes garantiu que haverá pessoal no momento necessário.

“Vai abrir como leito de enfermaria para tratar todos os doentes. E quando chegar o respirador se completa a capacidade para CTI [Centro de Tratamento Intensivo]”, afirmou.

Com informações: G1

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *