AGENTES DO PRESIDIO DE ITAPERUNA CONTROLAM TENTATIVA DE REBELIÃO NA UNIDADE

Os internos do presidio Diomedes Vinhosa Muniz de Itaperuna tentaram na ultima sexta feira ( 16/08) fazer uma rebelião para tentar tomar o controle da unidade.

Os agentes penintenciarios que trabalham na unidade conseguiram controlar a tentativa de rebelião, os agentes encontram drogas, faca e celulares na unidade.

Algmas pessoas consideradas como lideres da tentativa de rebeliao foram encaminhadas a 143ª DP onde foram autuados.

AGENTES DO PRESIDIO DE ITAPERUNA CONTROLAM TENTATIVA DE REBELIÃO NA UNIDADE

Os internos do presidio Diomedes Vinhosa Muniz de Itaperuna tentaram na ultima sexta feira ( 16/08) fazer uma rebelião para tentar tomar o controle da unidade.

Os agentes penintenciarios que trabalham na unidade conseguiram controlar a tentativa de rebelião, os agentes encontram drogas, faca e celulares na unidade.

Algmas pessoas consideradas como lideres da tentativa de rebeliao foram encaminhadas a 143ª DP onde foram autuados.

HOMEM É PRESO APÓS ABUSAR DE UM MENINO DE 11 ANOS NA REGIÃO SERRANA

Um homem de 28 anos foi preso no sábado (17/08) suspeito de abusar de um menino de 11 anos em Nova Friburgo.

De acordo com a Polícia Militar, o crime aconteceu a manhã de sábado no bairro São Geraldo, a criança teria ido a uma mercearia comprar um tubo adesivo a pedido do pai.

A criança teria chegado em casa cerca de uma hora depois na garupa de uma moto de um rapaz conhecido da familia, o menino contou que foi abusado em um terreno baldio.

O suspeito foi encaminhado a 151ª  DP e a criança fez exame de corpo de delito que comprovaram os abusos.



Cientistas descobrem composto que imobiliza célula do câncer e impede metástase

Estudo testou nova estratégia contra o espalhamento de tumores pelo organismo; em vez de matar a célula, pesquisadores primeiro impediram que elas se movimentassem.

Uma nova pesquisa publicada na revista “Nature Communications” nesta sexta-feira (22)abre novos caminhos para impedir que o câncer se espalhe para outras áreas do organismo. Em estratégia inédita, cientistas “congelaram” a célula cancerígena para que ela não se movimentasse.

Trata-se de uma mudança de perspectiva na luta contra o câncer, dizem os cientistas. Isso porque atualmente os esforços têm se concentrado mais em matar o tumor na maior parte das pesquisas em oncologia.

Os testes foram feitos com a molécula KBU2046, composto que inibiu o movimento de células do câncer em quatro diferentes tipos de células do câncer humanas: câncer de mama, próstata, colorretal e pulmão.

“O movimento é a chave. Se as células cancerígenas se espalharem por todo o seu corpo, elas vão tirar sua vida. Podemos tratar, mas esse movimento vai tirar sua vida”, diz em nota Raymond Bergan, professor de oncologia médica no Instituto OHSU Knight Cancer (EUA).

“Estamos estudando uma maneira completamente diferente de tratar o câncer”, conclui Bergan.

O cientista explica que ele e a sua equipe fizeram diversos estudos na química para pensar um composto que só inibiria o movimento de células do câncer — e não tivesse nenhum outro efeito em células saudáveis.

Terapia tem o objetivo de imobilizar a célula para que ela seja incapaz de atingir outros órgãos no organismo — Foto: Pixabay/Creative Commons/Qimono

Substância bloqueia proteína associada ao movimento

Bergan cita ainda que o laboratório de Karl Scheidt, professor de química e farmacologia da Universidade de Northwestern, foi o responsável por pensar em novos compostos que pudessem impedir a motilidade de tumores. O desafio era encontrar substâncias com poucos efeitos colaterais.

“Começamos com uma substância química que impedia as células de se moverem. Depois, sintetizamos o composto várias vezes para que ele fizesse um trabalho perfeito de parar as células sem efeitos colaterais”, diz Karl Scheidt, em nota.

Scheidt explica que o KBU2046 se liga a proteínas das células de forma específica para somente impedir o movimento. Não há outra ação sobre as estruturas celulares, o que diminui os efeitos colaterais e a toxicidade. “Levamos anos para descobrir”, comemora, em nota.

Pesquisadores almejam que a droga possa ser administrada em cânceres iniciais para diminuir ao máximo que o tumor se espalhe para o resto do corpo e o paciente tenha um tumor intratável no futuro.

Cientistas estimam que serão necessários dois anos e US$ 5 milhões para que os primeiros testes sejam realizados em seres humanos.

VÍDEO : MAIS UM FOCO DE INCÊNDIO É REGISTRADO EM PÁDUA

A natureza chora, mais um foco de incêndio foi registrado na noite deste domingo (18/08) próximo a um hotel em Pádua.

Mais um dos vários incêndios que estão acontecendo em toda região, ainda não se sabe a causa do incêndio que já consumiu uma grande área da vegetação.

Na última semana mais um foi registrado próximo a quadra do bairro Cidade Nova também em Pádua.

Lembrando que colocar fogo em vegetação é crime.