DO INTERIOR PARA O BRASIL, JULIA HELENA É DESTAQUE NA REGIÃO NOROESTE

A Miracemense Julia Helena vem se destacando na região noroeste do estado do Rio.

Júlia Helena que é filha do músico Valdo César e de Márcia Helena, vem esbanjando alegria e muita energia em suas apresentações.

Ela começou sua carreira muito cedo e participou de diversas bandas, participou também de festivais da canção com seu pai e seu irmão Júlio César tecladista/vocalista.

Recentemente, com o objetivo de reforçar sua marca Júlia Helena lançou os clipes “Lá Vem Meu Crush”, “Casalzão Da Zorra” e “Me Acussa, Me Assuta”, já disponíveis para visualização no You Tube.

Nesse carnaval ela esteve agitando dois dias no bloco do karona, esteve agitando Itaocara, assim como o campestre de Pirapetinga-Mg entre outros.

O amor de Julia pela música não para; aos poucos ela está criando seu público, cantando por toda região , que essa estrela brilhe cada dia mais.
Quer conhecer um pouco mais do trabalho dessa artista!

Siga o link do canal:
https://www.youtube.com/channel/UCgeURFYE00JMAz-SKyaKo_g
Instagram: @juliahelenaofficial

Camera flagra roubo em relojoaria em Pádua.

Dois homens em uma moto sendo um deles armados roubam relojoaria .

Relojoaria é roubada na tarde dessa quarta-feira 20/03 por dois homens em uma moto, sendo um deles armados de casaco preto que entrou pela loja e anunciou o assalto e obrigou dois funcionários a colocarem relogios na mochila, mais não conseguiu carregar a mochila,enquanto isso o outro esperava na moto pelo lado de fora.

O caso foi registrado na 136° Delegacia de Pádua, segundo a policia ainda não foi possivel contabilizar o prejuizo, pois conseguiram levar joias e relogios.

Exclusivo. Taça do Mundial do Corinthians volta a ser penhorada

De maneira unânime, em sessão da 17ª câmara do Tribunal de Justiça de São Paulo, foi decretada a penhora da taça do Mundial de 2012. VexameSão Paulo, Brasil

O constrangimento continua. Taça do Mundial volta a ser penhorada

A taça do Mundial do Corinthians, conquistada no Japão, em 2012, voltou a ser penhorada.

E de maneira unânime suspenderam a liminar que o clube havia conseguido, diante da cobrança de R$ 2,5 milhões por parte do Instituto Santanense de Ensino Superior.

Ou seja, a taça poderá ir para leilão.

Para que isso não aconteça, o Corinthians terá de pagar a dívida.

Ou tentar novamente a busca de novo recurso na justiça.

“A situação atual é clara. Nós conseguimos a vitória no Tribunal de Justiça. O clube está outra vez com seu troféu do Mundial penhorado. Não queremos desmoralizar ninguém. O problema é que o Corinthians tem vários bens envolvidos em processos judiciais. A taça era um dos poucos bens que poderia ir para a penhora”, revela o advogado Adelmo Emerenciano, que representa a universidade.

A questão vem sendo discutida desde 2010.

O Instituto Santarense processou o Corinthians há nove anos. Alegando que o clube dificultava a passagem de alunos e funcionários a um campus que funcionava no Parque São Jorge.

Os advogados primeiro tentaram acesso às contas do clube. Depois, o que o Corinthians arrecadava com cartões de crédito no Itaquerão.  Depois, receber parte dos R$ 22,5 milhões que o clube conseguiu com a venda de Rodriguinho ao Pyramids. Depois parte da premiação pelo vice da Copa do Brasil em 2018.

Até que finalmente, se chegou à taça.

Os desembargadores que deram a vitória hoje ao Instituto Santanense foram Paulo Pastore Filho (relator), João Batista Vilhena e Souza Lopes.

O Corinthians pode recorrer.

Mas outra vez volta ao noticiário.

Com a desmoralização simbólica de sua maior conquista.

A partir de hoje, o Corinthians não pode vender a taça, não pode levá-la para o exterior.

É obrigado a mantê-la no clube.

Para que, se não pagar os R$ 2,5 milhões à universidade, conseguir novo recurso ou fizer um acordo, o troféu tenha um final lastimável.

Vá a leilão.

Os corintianos não mereciam esse constrangimento…


BPRv Reforça Segurança nas Rodovias

Inicia hoje dia 20/03 uma operação do Batalhão de Polícia Rodoviária, com objetivo de intensificar qualquer pratica delituosa flagrada pelos policiais como trafico de drogas e de armas, crimes ambientais, sonegação fiscal e contrabando, as operações não tem tempo previsto para encerramento.

A 4ª Cia do BPRv, que atende as regiões Norte e Noroeste, sete viaturas e vinte policiais estão atuam nos cinco postos espalhados, como na RJ-116, em Miracema, e na RJ-192, em Itaocara, para a Operação Mercadoria Legal.

COMPROMISSO COM A VERDADE