CAFÉ COMUNITÁRIO DO 36 º BPM

Na manhã desta quarta-feira 05/12/18, foi realizado pelo 36º BPM, o Café da manhã Comunitário. O evento aconteceu na centro social vinculado à Escola Municipal Casimiro Moreira da Fonseca localizada em Aperibé-RJ, com autoridades civis e militares bem como com membros da sociedade em geral. Reunião com o objetivo de interagir e aproximar polícia e sociedade, tratando assim de assuntos referentes a segurança pública e o dever de cada cidadão.

Assaltante É Morto Pela PM Após Ter Feito Idosa De Refém

Um assaltante foi morto após roubar uma joalheria no centro de Valença/RJ e fazer uma idosa de refém na manhã desta quarta-feira (5).

Um vídeo feito por populares e divulgado em aplicativos de mensagens, mostra o homem armado tentando fugir pela calçada agarrado a uma senhora de 83 anos enquanto policiais tentavam se aproximar.

No momento em que o criminoso, ainda agarrado à idosa, tenta descer a calçada, a mulher tropeçou e caiu. Segundo a PM, nesse momento o assaltante fez menção em atirar nos policiais que se defenderam efetuando disparos contra ele.

A senhora identificada como Tereza de Jesus Ferreira Sacramento, foi encaminhada ao hospital sem ferimentos graves. O assaltante morreu no local e ainda não há informações sobre a sua identidade.

Segurança que agrediu cadela não será preso.

Segurança Que Agrediu Uma Cadela Em SP Não Será Preso!

A pena para agressão a animais é muito branda”. Isso é o que pensa a vice-presidente da Comissão de Defesa dos Direitos dos Animais da OAB-DF, Selma Luiz Duarte. Segundo ela, o homem que agrediu um cachorro em um supermercado não deve ser preso pelo ato: “A punição é de três meses a um ano. Ninguém vai para a cadeia com uma sentença dessa”. Afirma que “para a pessoa ir presa, ela tem que ser condenada a pelo menos três anos, e não existe esta pena no caso de animal”.

A polêmica começou após a divulgação da informação de que um funcionário terceirizado teria matado um cachorro a pauladas, na última quarta-feira (28), em Osasco, região metropolitana de São Paulo. Ele teria tentado envenenar o animal, mas com a demora para perceber qualquer efeito, teria pego uma vassoura e desferido diversos golpes conta o cão, que chegou a receber atendimento, ainda conciente, do Departamento de Fauna e Bem Estar Animal, mas não resistiu aos ferimentos.