Paduano morto em Macaé não era morador de rua

Nessa segunda-feira 03/08 foi divulgado em alguns jornais da região informando sobre a morte de Gleggy Emanoel Leal da Silva, 36 anos, onde diz que mesmo era morador de rua.

Gleggy foi esfaqueado no peito e não resistiu aos ferimentos e morreu no local, o mesmo foi encaminhado para o Hospital Público Municipal (HPM) onde foi confirmado o óbito as 10:38 da manhã de sábado 01/08.

Segundo familiares Gleggy, saiu de Pádua há 2 anos, morou em Nova Holanda por um ano e meio e estava morando recentemente com um amigo que também é paduano.

Ainda de acordo com familiares, Gleggy estava trabalhando junto com o amigo de pedreiro, na sexta-feira 31/07, e saiu dizendo que iria para uma entrevista de emprego, mais tarde quando seu amigo chegou em casa não encontrou Gleggy e ligou para seu celular e o mesmo não atendia.

Em relatos de populares Gleggy levou uma facada no peito após uma discussão e logo em seguida teve seus pertences roubados que dificultou na identificação, onde seu corpo foi reconhecido por familiares na segunda-feira 03/08.

O caso foi registrado na 123°DP que investiga o caso.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *