Músico homossexual é agredido por 7 indivíduos em São Fidélis

Nessa quinta-feira 17/09 em São Fidélis um crime de homofobia deixou a cidade assustada e recoltada com tudo que aconteceu.

O crime aconteceu com Guilherme Azevedo de 31 anos que é cantor e compositor , de acordo com Guiaz como é conhecido o crime aconteceu simplesmente por ser homossexual, Guilherme conta que estava na beira do rio próximo a sua casa como fazia diariamente para começar seu dia, Guilherme relata que vinha sofrendo provocações frequentemente por esses mesmos agressores.

Foto divulgação: Guilherme Azevedo

Na ultima quinta-feira 17/09, Guilherme foi brutalmente agredido por 7 homens, com murros, pauladas e pedras, Guilherme levou 06 pontos na cabeça, quebrou o dedo e o ombro.

Nas redes sociais o irmão de Guilherme escreveu um texto mostrando sua indignação com o crime, “Guilherme é um cara que vive sorrindo e se alto astral. Tá sempre disposto a ajudar quem o cerca ele foi espancado ontem por 7 indivíduos.”

Foto divulgação: Guilherme Azevedo

Ainda em sua publicação o irmão de Guilherme disse, “Guilherme é gay, sempre foi nunca escondeu. E sempre sofreu desde criança. Na escola, no prédio, na rua, e 7 criminosos atentaram contra a vida dele, portando paus, pedras e muita violência. Por nada, por nenhum motivo. Somente pelo fato do Guilherme ser quem ele é.”

Guilherme em um vídeo relata que se mudou pra São Fidélis “para encontrar calma, pra poder criar seu filho, num lugar pacato onde eu não pudesse trancar a porta e isso me surpreendeu e me decepcionou muito, por ser alvo de muito preconceito de algo que me sufoca e eu não agueento mais ficar quieto, não que eu fique quieto, porque eu sempre respondo as coisas que acontecem na rua, eu não sou um viadinho indefeso, eu sou uma viadona poderosa, eu não tenho medo de nada, isso que aconteceu comigo, não aconteceu comigo, aconteceu com aquilo que represento isso eu tenho muita certeza.”

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *