MP Eleitoral articula atuação para reprimir manipulação de eleitores via redes sociais

O Ministério Público do Estado do Rio de Janeiro (MPRJ), por meio do Instituto de Educação Roberto Bernardes Barroso (IERBB/MPRJ), do Centro de Apoio Operacional das Promotorias Eleitorais (CAO Eleitoral/MPRJ) e a Procuradoria Regional Eleitoral (PRE/RJ) alinharam estratégias para investigar e processar quem usar redes sociais para divulgar desinformação (fake news) em campanhas nos 92 municípios do Estado neste ano.

ESSA MOTO PODE SER SUA! CLIQUE NA IMAGEM PARA SABER MAIS

Com o apoio do IERBB/MPRJ, a PRE realizou, nos dias 4 e 5 de junho, um workshop virtual para capacitar quase 200 promotores eleitorais e assessores, sobre como o Ministério Público atuará, pelas vias judicial e extrajudicial, para reprimir a manipulação de eleitores fluminense via redes sociais. Além de membros do MP Eleitoral, foram capacitados mais de dez magistrados eleitorais e assessores do TRE/RJ.

As promotoras de Justiça Miriam Lahtermaher e Laura Cristina Ferreira, respectivamente, coordenadora e subcoordenadora do CAO Eleitoral/MPRJ, destacaram a relevância do evento para que se crie uma estratégia de atuação conjunta visando ao combate da desinformação, que, segundo elas, é capaz de gerar desequilíbrio no pleito trazendo danos ao processo democrático.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *