Juiz de custódia manda soltar açougueiro acusado confesso de matar e esquartejar a companheira

O juiz responsável pelas audiências de custódias na região (Campos dos Goytacazes), que por questões de prevenção ao contágio do coronavírus, estão sendo realizadas através de vídeo conferência, determinou a soltura do açougueiro Matheus Moreira Sores, de 20 anos, suspeito confesso de ter matado, esquartejado, ateado fogo e ocultado o corpo de sua companheira, Desiree Silva Campos, de 23. De acordo com o magistrado, não obstante o crime ter sido grave, a prisão em flagrante foi ilegal, pois se deu pelo menos dois dias após o feminicídio, o que não configura flagrante. Na audiência, o Ministério Público solicitou a conversão para a prisão preventiva, o que foi negado pelo magistrado, que determinou a imediata soltura do acusado, detido em Natividade, que em depoimento na 143ª DP, confessou o crime. O MP informou que vai representar pela preventiva no plantão judiciário.

Reveja a matéria AQUI!

Na noite desse domingo 29/03 O Ministério Público do Rio de Janeiro recorreu a decisão conseguindo reverter para um mandato de prisão temporário.

A Polícia voltou a procurar por Matheus que até o momento não foi encontrado, dois disponibilizado pela polícia telefones para quem solber do paradeiro de Matheus entra em contato sigilo absoluto 22 3822-7700.

Segundo a Polícia Matheus confessou o crime e contou que esquartejou o corpo separando os membros, braços, perna, tronco e cabeça para facilitar carregar no carrinho de mão.

Com informações: Natividade FM

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *