IFF produzirá máscaras com impressoras 3D para profissionais da saúde

O primeiro lote será doado para a Prefeitura de Campos dos Goytacazes-RJ. Instituto está com capacidade para produzir até 64 máscaras por dia.

O Instituto Federal Fluminense (IFF) colocará o conhecimento produzido na instituição e seus recursos humanos e materiais à disposição da sociedade para a produção de um dos equipamentos que os profissionais da saúde mais precisam neste período de pandemia da Covid-19, causada pelo novo Coronavírus: as máscaras de proteção.

 Os Equipamentos de Proteção Individual (EPIs), fundamentais para que os médicos, enfermeiros e demais profissionais da área de saúde possam se prevenir contra os riscos de contágio no tratamento de pacientes com a Covid-19, serão produzidos pelo IFF por meio de impressoras 3D. O parque de impressão foi montado no Campus Campos Centro do Instituto e o primeiro lote de máscaras será doado à Prefeitura Municipal de Campos dos Goytacazes-RJ, para utilização no Centro de Controle e Combate ao Coronavírus.

 De acordo com o diretor de Internacionalização e Inovação do IFF, Henrique da Hora, a instituição está com oito impressoras funcionando, podendo chegar a 11. “No momento, podemos produzir até 64 máscaras por dia, e o nosso objetivo é ajudar as unidades hospitalares, pois sabemos da falta de EPIs na área da saúde por causa da pandemia da Covid-19”.

 As máscaras serão fabricadas por servidores da instituição, com o apoio do Polo de Inovação do IFF na organização, operacionalização e manutenção das impressoras, e da empresa Sprint 3D, uma startup fundada pelos ex-alunos do Curso de Engenharia de Controle e Automação do Campus Campos Centro, Vinícius Parente e Thiago Pessanha, que surgiu no Polo de Inovação e é incubada na TEC Campos.

 Vinícius conta que o material utilizado na produção das máscaras será o filamento PETG XT, um copoliéster durável. “O PET, pense no plástico de garrafas, e o G é um glicol modificado para durabilidade extra”, explica, acrescentando que o papel da startup na produção foi otimizar e modificar o modelo das máscaras, além da coordenação de sua fabricação. “O primeiro modelo recebido tinha o tempo de produção de 3h, agora o tempo foi reduzido para 40 minutos”, ressalta.

 O reitor do IFF, Jeferson Manhães, destaca que esse movimento é um esforço da instituição, no sentido de colocar sua inteligência e criatividade para ajudar toda a sociedade no enfrentamento e no combate à disseminação do Coronavírus. “Nesse caso muito específico, dando apoio aos hospitais, aos profissionais de saúde para que eles possam desempenhar com mais segurança e tranquilidade esse heroico trabalho que eles estão fazendo, de salvar vidas”.

 A fabricação das máscaras pelo IFF também conta com a parceria de outras empresas que doaram materiais para sua produção. São elas: Super Bom Supermercados, Kalunga e Mania D’Água.

Fonte: PORTAL IFF

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *