HIDROXICLOROQUINA É AUTORIZADA EM ESTÁGIO INICIAL DO NOVO CORONAVÍRUS

Presidente do Conselho Federal de Medicina esclarece, no entanto, que não há qualquer comprovação científica a esse respeito.

Um encontro entre Jair Bolsonaro, o ministro da Saúde Nelson Teich e membros do Conselho Federal de Medicina autorizou o uso da hidroxicloroquina em pacientes com sintomas do novo coronavírus. Nesta quinta-feira (23), em reunião no Palácio do Planalto, Mauro Luiz Britto Ribeiro, presidente do CFM, deu sinal verde para a ministração do medicamento, ressaltando, no entanto, que não há qualquer comprovação científica a respeito da eficácia.

“Não é uma recomendação. O Conselho Federal de Medicina não recomenda o uso da hidroxicloroquina. O que nós estamos fazendo é dando ao médico brasileiro o direito de, junto com o paciente, em decisão compartilhada com o paciente, utilizar essa droga”, explicou Mauro Ribeiro em entrevista coletiva.

Com ressalvas, ficou definido que é preciso ter a permissão dos familiares para que o medicamento seja utilizado em pacientes com sintomas iniciais da doença, desde que fique comprovado não se tratar de uma gripe, dengue ou H1NI. Também foi autorizado a ministração da hidroxicloroquina fora do ambiente hospitalar, mas sempre com o acompanhamento de um médico. O medicamento não pode ser aplicado de forma preventiva.

Defensor do isolamento social no combate à pandemia, o presidente do CFM reiterou.”É uma autorização, mas não é recomendação, isso é muito importante ficar bem claro”, disse.

Fonte:SBT JORNALISMO

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *