EX DEPUTADOS PRESOS DURANTE OPERAÇÃO DEIXAM A CADEIA NO RIO APÓS DECISÃO DA JUSTIÇA

Os ex-deputados estaduais Paulo Melo e Edson Albertassi deixaram o Complexo Penitenciário de Gericinó, que fica em Bangu, na Zona Oeste do Rio, nesta sexta-feira (13).

Paulo Melo é ex-presidente da Assembleia Legislativa do Rio de Janeiro (Alerj) e Albertassi foi líder do governo durante a gestão de Luiz Fernando Pezão.

Presos na operação Cadeia Velha em 2017, os dois deputados conseguiram a progressão para o regime semiaberto a partir de uma decisão da Justiça estadual na segunda-feira (9/12).

Em março deste ano, o Tribunal Regional Federal, da 2ª Região Edson Albertassi por corrupção passiva, lavagem de dinheiro e organização criminosa. Paulo Melo foi o único que não foi condenado por lavagem de dinheiro.

Paulo Melo – 12 anos e 10 meses

Edson Albertassi – 13 anos e 4 meses

De acordo com a decisão do juiz Rafael Estrela Nóbrega, da Vara de Execuções Penais, “Paulo Melo cumpriu o período de pena necessário para pedir progressão de regime no dia sete deste mês [dezembro] e não apresentou faltas graves no último ano”.

No pedido, a defesa do ex-parlamentar alegou que, além de bom comportamento, ele participa de projeto de Educação de Jovens e Adultos. A decisão diz que o ex-parlamentar fez cursos de pintura e finalizou as disciplinas de ciências, educação física e português.


Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *