Edmar Santos, secretário de Saúde do RJ, é exonerado após denúncias de fraude

O secretário estadual de Saúde do Rio de Janeiro, Edmar Santos, foi exonerado do cargo pelo governador Wilson Witzel na manhã deste domingo (17) após denúncias de fraudes na licitação para a compra de respiradores. A informação é da GloboNews.

No início de maio, o MP-RJ e a Polícia Civil do Estado prenderam o ex-subsecretário estadual de Saúde, Grabriell Neces e mais três pessoas: Gustavo Borges da Silva e Aurino Batista de Souza Filho e Cinthya Silva Neumann.

Eles são suspeitos de obter vantagens na compra emergencial dos respiradores usados para tratamento da doença causada pelo novo coronavírus no Rio de Janeiro — o que provocou desgaste na gestão de Edmar Santos à frente da pasta.

Um comentário em “Edmar Santos, secretário de Saúde do RJ, é exonerado após denúncias de fraude”

  1. A polícia tem que fazer uma limpeza neste palácio começando do Governador ate o faxineiro se tiver culpa também está e minha opinião eu votei neste Governador e desde do momento em que ele tomou posse ele não fez nada a favor do povo que os colocaram lá dentro.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *