CORREIOS DECIDEM SUSPENDER GREVE ANUNCIADA NESTA QUARTA FEIRA

Os Correios decidiram suspender a greve que foi anunciada nesta quarta feira (31/07), após reunião com a Federação Nacional dos Trabalhadores em Empresas dos Correios e Similares (Fendetect), mediada pelo Tribunal Superior do Trabalho (TST).

A federação da categoria pediu o adiamento do caso para que pudesse formular uma nova proposta que contemple as exigências feitas pela estatal.

Agora, o processo de greve fica paralisado (porém, ainda ativo e de sobreaviso) até o dia 7 de agosto de 2019, quando será retomado por completo caso a proposta não seja entregue dentro do prazo pedido ou ela falhe em acomodar os interesses dos trabalhadores dos Correios.

A greve vem como resposta a certas medidas tomadas pelos controladores da empresa estatal que desagradaram a categoria.

As exigências dos grevistas incluem um reajuste salarial de 6% (contra os 0,8% previamente assegurados pela federação) e a manutenção dos pais dos funcionários como dependentes do plano de saúde.

No ano passado, o acordo coletivo fechado entre a categoria e a gestão previa uma série de benefícios que a proposta atual visava retirar, além de trazer aumentos de descontos em folhas de pagamento.

Especificamente, o vale-cultura seria descontinuado, o adicional de férias dos funcionários seria reduzido de 70% para 33% e o convênio médico e coparticipação em tratamentos de saúde teriam suas mensalidades aumentadas.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *