Capela Nossa Senhora da Penha, em SFI, é alvo de furto e vandalismo

A  Diocese de Campos registrou mais ato de vandalismo em igrejas da região. Desta vez, a capela de Nossa Senhora da Penha, na localidade de Pingo d’Água, em São Francisco de Itabapoana, foi arrombada.

De acordo com a Diocese, alguns objetos litúrgicos foram revirados e instrumentos musicais foram furtados, mas não houve profanação do Santíssimo.

A capela pertence à Paróquia São Francisco de Paula.O crime teria acontecido na terça-feira (4), mas a invasão só foi percebida nessa quarta-feira (5), quando foi constatada que uma das janelas da igreja estava aberta.

Seguindo orientação do padre Lucas Mendes de Oliveira, representantes da comunidade fizeram o registro de ocorrência na 147ª Delegacia de Polícia (SFI).As ministras da Distribuição da Sagrada Comunhão, Gelba Monteiro, Patrícia Pessanha Lemos e Jocineia Lins, chegaram ao local, verificaram que a janela da capela havia sido arrombada e constataram o furto do teclado, comunicando o fato ao padre Lucas Mendes.

Ainda segundo a Diocese, a situação é alarmante e na mesma paróquia, em junho do ano passado, a capela de Santa Luzia, na localidade de Bom Jardim, também foi registrado um arrombamento e furto de objetos.

Ficamos horrorizadas em ver uma situação que nunca havia acontecido e a primeira coisa que fiz foi apanhar a chave do sacrário, mas, graças a Deus, não mexeram.

Reviraram armários, nada levaram de lá (do sacrário). Subiram numa cadeira e pude verificar marca de dois pés grandes e colocaram a cadeira perto da caixa de som, e levaram, além do teclado, um violão e dois microfones sem fio — informou Patrícia Pessanha.

Para o bispo da Diocese de Campos, Dom Roberto Francisco Ferrería Paz, o ataque a mais uma igreja representa uma ameaça à liberdade religiosa. “Chamamos as autoridades a perceberem que este fato é uma ameaça seríssima à democracia, à paz e ao convívio entre as religiões. Portanto, rezamos e firmamos nossa posição de não admitirmos mais esses fatos que depõem contra a fé e a crença”, declarou.

Fonte: Diocese de Campos

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *