Campos tem 400 pessoas isoladas depois das chuvas, diz Defesa Civil

Campos vive estado de atenção após as chuvas dos últimos dias. Subiu para 400 o número de pessoas que seguem isoladas e dezenas de outras desalojadas. As que estão isoladas, receberam alimentos através de equipes da Prefeitura de Campos que usaram um helicóptero do Corpo de Bombeiros neste fim de semana.

As que estão desalojadas em razão do transbordamento do rio Ururaí, foram para casas de parentes e para uma creche municipal.

A pior situação é do Imbé, Rio Preto e Ururaí. E a previsão é de mais chuvas para esta semana. Desta forma, as famílias atingidas podem continuar até 30 dias isoladas. As informações são do coordenador da Defesa Civil Municipal, major Edson Pessanha, que divulgou balanço no início da tarde desta segunda-feira (25/11)

“Nas localidades de Conceição do Imbé, Sossego e Conceição do Imbé, em razão da interdição das estradas, cerca de 400 pessoas estão isoladas.

Em Ururaí, 50 casas de famílias ribeirinhas foram atingidas e 20 famílias estão desalojadas em decorrência do aumento do nível do rio, que tem uma cota hoje de 4.60, 80 cm a mais da cota de transbordo, que é de 3.80. As famílias atingidas são do bairro Brilhante e Comunidade da Ilha ” afirma o major Edson Pessanha.

A respeito de Rio Preto, apesar das famílias já terem retornado às suas casas, as estradas ainda estão interditadas. “Depois da chuva forte desalojar várias famílias, agora os moradores têm dificuldade para sair da localidade, já que a estrada via Itereré foi rompida pela força das água, e a outra, via Lagoa de Cima, está com 1 metro de água. Eles são obrigados a atravessar a pé até chegar ao outro lado da estrada para, então, conseguir chegar a um ônibus”, explica Pessanha.

MAIS CHUVAS, RIO PARAÍBA E CANAIS

O major Edson Pessanha afirma também que as condições previstas para esta semana pelo serviço de metrologia recomendam estado de atenção, visto que  podem ocorrer pancadas de chuvas. Essas condições, segundo ele, seguem até sexta-feira.

Pessanha lamenta as condições dos canais da Baixada Campista, onde deságuam as águas do Imbé que passam por Lagoa de Cima, Ururaí e deságuam na Lagoa Feia e nos canais. “Há muito tempo os canais não passam por limpeza e, por conseqüência, não cumprem o papel de drenagem, o que é lamentável” destaca Pessanha.

A respeito do rio Paraíba do Sul, o coordenador da Defesa Civil afirma que ainda não há com o que se preocupar: “ A cota do Paraíba nesta segunda-feira é de 6.30. Isso não nos traz preocupação, apenas de ter levado o ano inteiro em 4.60. O Paraíba só preocupa quando está perto da cota de 10 metros”, finalizou Edson Pessanha.

CAMPOS 24 HORAS

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *