Arquivo da categoria: Governo do Rio de Janeiro

ALERJ VOTA PARA REDUÇÃO DE SALÁRIOS DE PEZÃO E DORNELLES

Um projeto para reduzir o salário do governador do Rio, Luiz Fernando Pezão (PMDB), será votado mais uma vez nesta quarta-feira (30) na Assembleia Legislativa do Rio de Janeiro (Alerj).

A proposta, que vale também para o vice Francisco Dornelles (PP) e secretários, foi apresentada pelo próprio Pezão na esteira do pacote de austeridade e chegou a ser aprovada pelos deputados.

O problema é que o próprio Pezão acabou vetando o projeto ao invés de sancioná-lo, depois da primeira aprovação da Alerj

Segundo ele, a redução de seu salário estaria condicionada a medidas para os outros servidores, como a aprovação de 30% da alíquota exemplo, o que a Casa rejeitou.

“É de se ressaltar que a manutenção da proposta, aliada à não aprovação das demais medidas, traria efeitos sistêmicos desproporcionais na organização da Administração Pública estadual. Com efeito, a redução dos subsídios até o nível de Subsecretario de Estado tornaria a remuneração da cúpula do Poder Executivo inferior aos ganhos de agentes que lhes são subordinados, em verdadeira inversão da hierarquia e correlatos graus de responsabilidades”, escreveu Pezão na ocasião.

PRESIDENTE DA ALERJ DIZ QUE SOLUÇÃO DO RJ É INTERVENÇÃO FEDERAL OU IMPEACHTMENT DE PEZÃO

O presidente da ALERJ, deputado Jorge Picciani, disse , na manhã desta quinta-feira (22/06) que a solução para o estado é uma intervenção do governo federal ou o impeachment do governador Luiz Fernando Pezão.

Segundo Picciani há uma constatação de que o governador se elegeu com um “equívoco”, que seria uma “fraude eleitoral” por causa do aumento da folha de pagamento em 2014.

Picciani chegou a arquivar oito pedidos de impeachment contra o governador do Rio de janeiro, no fim de maio, mas, de acordo com ele, a decisão foi tomada por que não havia provas de cometimento de crime de responsabilidade.

GOVERNO DO RIO DE JANEIRO PROMETEU PAGAR SEGUNDA PARCELA DO MÊS DE JANEIRO HOJE!(08/03)

JORNAL NA BOCA DO POVO

O governo do estado do Rio de Janeiro anunciou que vai pagar amanhã (8) a segunda parcela dos vencimentos de janeiro dos servidores ativos, inativos e pensionistas que ainda não receberam os valores integrais. De acordo com a administração estadual, serão depositados na conta dos servidores R$ 878. Anteriormente, a parcela seria paga sexta-feira (10) e o valor previsto era de R$ 295.





A arrecadação tributária acima do estimado na semana do feriado de carnaval foi que permitiu, segundo o governo do Rio, fazer a antecipação. Já a terceira parcela está mantida para o dia 13 de março. O valor também será alterado. Passará para R$ 435, no lugar dos R$ 991 previstos anteriormente.




No dia 14 de fevereiro, décimo dia útil do mês, data de pagamento definida no calendário regular, o governo depositou R$ 920 milhões correspondentes aos pagamentos integrais dos servidores ativos da educação; ativos, inativos e pensionistas da segurança, como policiais militares e civis, bombeiros, agentes penitenciários; e demais funcionários das secretarias de Segurança e Administração Penitenciária e órgãos vinculados.

DETRAN DETERMINA QUE SEJÁ ENTREGUE MAIS DE 3 MIL CNHs

O Detran determinou, na semana passada, por meio do Diário Oficial, que 3.230 condutores não localizados pelos Correios entreguem suas carteiras de habilitação por terem atingido o limite de 20 pontos em multas de trânsito acumuladas em 12 meses seguidos ou cometido infrações puníveis com a perda temporária do direito de dirigir, como excesso de velocidade e condução sob efeito de álcool ou drogas.
   A relação publicada no Diário Oficial inclui somente quem não foi encontrado por não ter atualizado o endereço de correspondência. Todos os notificados devem entregar a Carteira Nacional de Habilitação ao Detran em até dez dias, contados a partir do dia 21 de fevereiro, no Núcleo de Documentos Acautelados, na Avenida Presidente Vargas 817, no Centro do Rio, ou em qualquer posto de habilitação.
   Para reavê-las, eles terão que se submeter a um curso de reciclagem de 30 horas e cumprir o tempo de suspensão estipulado na punição. Caso contrário, responderão a um processo para cassação da habilitação se forem flagrados dirigindo, como determina o artigo 263 do Código de Trânsito Brasileiro. Esse flagrante pode ser feito por agentes de trânsito ou eletronicamente, através do registro de multas cometidas após a perda do direito de dirigir.
   O Diário Oficial também notifica 2.269 pessoas para que apresentem suas defesas prévias e outras 2.607, que ainda podem recorrer às juntas administrativas de recursos e infrações. Todas elas respondem a processos para suspensão da CNH e têm 30 dias para se defender.
   Para saber se está incluído nesta e em outras listas publicadas no Diário Oficial, basta acessar o link http://multas.detran.rj.gov.br/gaideweb/consultaNotificacaoSemSucesso. E os motoristas que já respondem a processo podem checar a sua situação em
http://multas.detran.rj.gov.br/gaideweb/processoEletronico
.




GONVERNO IRÁ PARCELAR OS SALÁRIOS DOS SERVIDORES!

MAIS DE 100 MIL SERVIDORES DO ESTADO DO RIO AINDA ESTÃO SEM RECEBER, O VALOR APROXIMADO DE R$ 577,00 REAIS DEVERÁ SER DEPOSITADO NESTA QUARTA (22/02) NA CONTA DOS SERVIDORES. COMO O GOVERNO PROMETEU PAGAR EM SEIS PARCELAS, O RESTANTE SERIA NO VALOR DE R$ 463,00 NO DIA 03/03 , NO DIA 07 PROMETEU DEPOSITAR O VALOR DE R$ 585,00 , NO DIA 09 O VALOR DE R$ 378,00 , NO DIA 13 O VALOR DE R$ 3.877 E A SEXTA E ÚLTIMA PARCELA SERIA DIA 15/03.

SÓ OS SERVIDORES DA EDUCAÇÃO E DA SEGURANÇA RECEBERAM INTEGRALMENTE , NO DIA 14/02, REFERENTE AO MÊS DE JANEIRO.

 

 

A cassação do Governador Pezão e seu Vice Dornelles é publicada no Diário da Justiça

Cassação do Goverdador do Rio Pezão e seu Vice Dornelles foi publicada hode dia (20/02) no Diário da Justiça.
A cassação foi ordenada pelo Tribunal Regional Eleitoral (TRE) que condenou o Governador por abuso de poder político e ecônomico na sua campanha.
Pela desisão os dois tem seus diplomas cassados e ficaram ilegíveis por 8 anos.


A decissão da cassação foi tomada no dia (08/02) por 3 votos a 2, Pezão e Dornelles informaram que vão recorrer ao (TSE) Tribunal Superior Eleitoral.
Eles tem 3 dias para entrar com recurso. A acessoria do TRE e do Governo do Estado diz que até que sejá julgado em Brasilia o governador e o vice podem permanecer no cargo.

Cerca de um pouco mais de 175 mil servidores do Estado do Rio de Janeiro aguardam o salário do mês de Janeiro

Nesta quinta-feira (16/02), o Governo do Rio fez o pagamento dos salários de Janeiro dos servidores ativos e inativos da Secretaria de Fazenda e Planejamento e da Procuradoria-Geral do Estado (PGE). As folhas foram pagas com recursos do Tesouro estadual. Mesmo com essa quitação, cerca de 175 mil funcionários públicos ainda aguardam o depósito de seus vencimentos. Segundo a pasta, o governo do estado deve cerca de R$ 578 milhões ao funcionalismo. O valor total da folha de janeiro é de R$ 2,2 bilhões.
O Governo trabalha para garantir e anunciar o calendário do pagamento.
Os últimos 3 meses foram marcados por atrasos na folha de pagamento.