Vasco Poderá Voltar À Jogar Em São Januário 

​No que depender Justiça do Rio, São Januário, estádio do Clube de Regatas Vasco da Gama, poderá voltar a receber jogos. A decisão é do desembargador Gilberto Clovis Farias de Matos, da 15ª Câmara Cível do Tribunal de Justiça do Estado do Rio de Janeiro (TJRJ).

O magistrado concedeu efeito suspensivo ao recurso movido pelo clube, nesta quinta-feira (31), e desinterditou o estádio para a realização de jogos de futebol. As partidas haviam sido proibidas por 180 dias, no dia 19 de julho, pelo Juizado do Torcedor e dos Grandes Eventos.

A proibição ocorreu após conflitos no dia 8 do mesmo mês envolvendo torcedores do clube, com ações de depredação das instalações e tentativas de invasão de campo. No entendimento do juiz, a decisão pela interdição do estádio não garante o controle dos torcedores que queiram provocar atos de violência.


“Não se encontra nenhuma correlação entre o pedido de interdição – que se fundamenta na ocorrência de um episódio de violência e tumulto generalizados após uma partida de futebol – e a pretensão do Parquet, que é de seja garantido o controle dos membros das torcidas organizadas no acesso aos estádios. 

É por essas razões que se conclui que a interdição determinada pelo D. Juízo a quo se revela desproporcional e desarrazoada. Diante do exposto, defere-se o pedido de atribuição de efeito suspensivo ao recurso.”

O magistrado também considerou que a ação ajuizada pelo Ministério Público para interdição do estádio acabou penalizando o clube pelos conflitos provocados por parte dos seus torcedores. Ele ressaltou que o Superior Tribunal de Justiça Desportiva (STJD) já havia decidido aplicar penas cabíveis ao clube.

“Pretende, na realidade, o Ministério Público punir o agravante pelo lamentável episódio narrado, inobstante a instauração de procedimento no âmbito do próprio STJD para a aplicação das penalidades cabíveis. Aliás, 

em Sessão realizada no dia 17 de julho de 2017, a Primeira Comissão Disciplinar do STJD decidiu por aplicar, ao agravante, as penas de perda do mando de campo de seis partidas e de multa, esta no valor de R$ 75 mil.”

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *