AGENTE PENITENCIARIA É DETIDA APÓS DEIXAR MULHER ENTRAR COM DROGA EM PRESIDIO EM JUIZ DE FORA

Uma agente penitenciária foi flagrada deixando a mãe de um detento entrar com celulares, carregadores e drogas durante a visita deste sábado (16/02) no Centro de Remanejamento do Sistema Prisional (Ceresp) de Juiz de Fora.

A Secretaria de Estado de Administração Prisional (Seap) informou que a agente já vinha sendo monitorada pelo setor de Inteligência da unidade.

Segundo consta no boletim de ocorrências, por volta das 21h, a mulher passou por revista para entrar na unidade e, conforme imagens captadas no sistema de câmeras, aparentemente a agente nada encontrou na primeira etapa do processo, que foi a revista pessoal, nem na segunda, que é quando os visitantes passam pelo aparelho de imagem.


Contudo, ao aproximar da entrada para as celas, a mãe foi surpreendida por uma equipe de segurança do Ceresp, que ao abrir as sacolas com alimentos usando detector de metal houve uma sinalização positiva para algum problema.

Ao abrir os itens que a mulher levava para a unidade, foi constatado dentro dos potes: dois celulares com dois chips cada, dois carregadores, oito tabletes de maconha, crack e um pacote com uma substância pastosa ainda não identificada.

A Secretaria de Estado de Administração Prisional (Seap) informou que a direção-geral do Ceresp instaurou uma investigação preliminar para apurar o fato. As investigações criminais ficam a cargo da Polícia Civil.

Esclareceu também que, após o flagrante, a visitante, a agente de segurança penitenciária e o detento destinatário dos materiais ilícitos foram conduzidos à autoridade policial, que decidiu pela prisão das duas mulheres. Ambas estão à disposição da Justiça na Penitenciária José Edison Cavaliere.


Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *